0
março 23, 2012 Posteado por GTA in Campanhas

Campanha SOS Rios Amazônicos

Muito positivo que o alerta esteja envolvendo políticos de todos os matizes na Amazônia Brasileira. A manutenção dos projetos de barragens em todos os rios - como de Belo Monte, no rio Xingu, que desde 1989 enfrenta a resistência dos movimentos sociais da região de Altamira e Transamazônica - pode causar impactos irreparáveis não apenas aos peixes (ictiofauna) como a toda a região, suas populações tradicionais e sua cultura. Além dos rios Tocantins, Araguaia e Xingu também a bacia do rio Madeira está fortemente avançada no planejamento de hidrelétricas. Se forem realizadas, a avaliação dos impactos terá que ser mais avançada que hoje - sendo vista por bacia e não apenas por projetos isolados.

Em edição do jornal Folha Popular o ex-governador do Tocantins, Siqueira Campos, disse de sua preocupação com a possibilidade da desfiguração da geografia do Estado e a degradação do solo da Região do Bico do Papagaio, devido a pretensão das autoridades federais de ser construída, ali, uma Usina Hidrelétrica. Está prevista a edificação de uma UHE no rio Tocantins, abaixo do Bico, entre as cidades paraenses de Marabá e São João do Araguaia, com capacidade para gerar 2.160 megawatts, o dobro da Usina de Lajeado.

Ele informou que já levou às autoridades estaduais e municipais, sua preocupação quanto a esta ameaça. "Todos nós, Governo do Estado, prefeitos, vereadores e as populações dos diversos municípios atingidos, devemos lutar", conclamou ele. E foi incisivo: "Precisamos evitar que grande parte do território do Estado fique submerso e o nosso mapa sofra uma grande mudança. Isso é inadmissível!". E advertiu que as coisas relacionadas com o projeto estão bem adiantadas e por isso "é bom que todos nós nos preparemos, logo, para as negociações necessárias à defesa do nosso Estado".

Veja mais em www.riosvivos.org.brwww.fcarajas.org.br e www.fboms.org.br

0.0/60votes
Voting statistics:
RatePercentageVotes
60%0
50%0
40%0
30%0
20%0
10%0
Click to share thisClick to share this