0
novembro 21, 2014 Posted by GTA in Notícias da Rede GTA

Construção do protocolo comunitário do Bailique: quarta rodada de oficina nos polos 2 e 4.

Aconteceu nos dias 14 e 15 de Novembro a quarta rodada de oficina para a construção do protocolo comunitário do Bailique. Essa oficina ocorreu na comunidade do Junco e estavam presentes 11 lideranças dos polos 2 e 4, além do presidente da Colônia de Pescadores Z-5 e membros do Comitê Gestor do Protocolo Comunitário.

A oficina começou com o presidente da rede GTA, Rubens Gomes, fazendo uma apresentação sobre o ano 2 do projeto e as atividades que vão ser desenvolvidas nos próximos meses. Em seguida, o engenheiro de pesca Rafael Figueiro fez uma apresentação das atividades do diagnóstico produtivo que está sendo desenvolvido nessas ultimas duas semanas em todas comunidades, dando um enfoque na importância desse diagnóstico para identificar potencialidades econômicas da região.

Dando continuidade a oficina, a equipe de campo do projeto, Mariana Chaubet e Geová Alves , apresentou o resultado do documento consulta que foi aplicado nas comunidades dos polos 2 e 4. Esse documento consulta é o resultado da discussão feita no Encontrão que aconteceu em Junho e pode ser entendido como um diagnóstico cultural, social, ambiental e econômico das comunidades. Esse documento foi aplicado em 77% das unidades familiares do polo 2 e 78% do polo 4. Esse número representa um processo de empoderamento real da comunidade do Bailique e de uma participação não somente das lideranças locais no processo de construção do protocolo comunitário, mas também de membros da comunidade.

Após essa atividade, as comunidades presentes identificaram as prioridades de tópicos que irão compor o seu protocolo comunitário e iniciaram alguns acordos de conteúdo que farão parte desse documento. Será durante o Encontrão de dezembro que os acordos finais entre as comunidades dos quatro polos acontecerá, finalizando deste modo a construção do protocolo comunitário do Bailique.

A oficina terminou com a identificação de riscos e oportunidades da região, já pensando em levar essa discussão para o Encontrão. A questão fundiária apareceu novamente como um grande risco para o Bailique e também a questão do saneamento básico foi identificado como uma preocupação. Foram também identificadas várias oportunidades tanto ligadas a produção quanto ao uso de plantas medicinais.

O Encontrão está marcado para acontecer nos dias 4,5 e 6 de Dezembro na comunidade do Buritizal e será o momento em que as comunidades dos quatro pólos irão fechar os acordos referentes a seu protocolo comunitário.

0.0/60votes
Voting statistics:
RatePercentageVotes
60%0
50%0
40%0
30%0
20%0
10%0
Click to share thisClick to share this