Username:

Password:

Fargot Password? / Help

História da Rede GTA

Uma rede de comunidades da floresta.

Em 1992, quando uma conferência mundial no Rio de Janeiro reconheceu que o futuro do planeta dependeria do meio ambiente, movimentos sociais ecoaram em todos os continentes que esse futuro ambiental também estava ligado com uma outra justiça social e cultural. Nesse contexto foi criado o Grupo de Trabalho Amazônico, rede que envolve mais de 600 entidades representa-tivas de agricultores, extrativistas, indígenas, quilombolas, quebra-deiras de coco babaçu, pescadores, ribeirinhos, entre outras.

Alcance da Rede

Criada para promover a participação das comunidades da floresta nas políticas de desenvolvimento sustentável. A Rede GTA é formada por 20 regionais em nove estados da Amazônia Legal. Com a ajuda de suas regionais, a rede vem gerando novas políticas e atitudes ao lado de seus parceiros e fóruns socioambientais. Por meio de projetos e mobilizações mostra que os maiores guardiões da biodiversidade estão nas florestas, e que a cooperação desses povos é essencial para encontrar o rumo da sustentabilidade.

A Amazônia Brasileira

Oitenta países possuem florestas tropicais. O Brasil detém 1/3 das florestas tropicais que sobram no mundo. A Bacia Amazônica representa 1/5 da água derramada no oceano por todos os rios do planeta, cobre 3,89 milhões Km² no território brasileiro e representa a maior biodiversidade do Planeta. Ela abriga cerca de 25% espécies vegetais e animais do mundo.

Populações da Amazônia

As populações tradicionais da Amazônia são as verdadeiras guardiãs da floresta. A sua presença é fundamental para conter o avanço da fronteira agropecuária e das ações predatórias do homem. Apoiar estas comunidades e projetos locais é a melhor estratégia de futuro para a região. Mais de 6,5 milhões de pessoas vivem em áreas rurais na Amazônia. A maioria das comunidades extrativistas e indígenas carecem de rede pública de saúde, remédios, saneamento básico, educação e de oportunidades de trabalho.

Notícias da Rede GTA

Posted in: Notícias da Rede GTA
Rating: 0/6 (0 votes)
setembro 24, 20151 year ago

Presidente do GTA e fundador da OELA é homenageado na ALEAM

Rubens Gomes receberá Medalha da Ordem do Mérito Legislativo na segunda-feira (28). Read more
Posted in: Notícias da Rede GTA
Rating: 0/6 (0 votes)
setembro 14, 20151 year ago

Organizações socioambientais estão sem recursos para levar projetos adiante

Rubens Gomes é mais conhecido pelo apelido, Rubão, entre os amigos. E são muitos amigos. Há mais de duas décadas envolvido até a medula em causas e movimentos socioambientais, ele hoje preside uma rede que tem quase 600 organizações, o Grupo de Trabalho Amazônico (GTA), e também está na direção da Oela (Oficina Escola de Lutheria da Amazônia). Read more
Posted in: Notícias da Rede GTA
Rating: 0/6 (0 votes)
setembro 14, 20151 year ago

OELA apoia criação do Grupo de Trabalho pela Inovação e Criatividade na Educação Básica da Região Norte

O Ministério da Educação (MEC) iniciou o processo de criação do Grupo de Trabalho pela Inovação e Criatividade na Educação Básica da Região Norte e a Oficina Escola de Luthteria da Amazônia (OELA) apoia essa iniciativa sendo representante da Rede GTA como uma das instituições que participarão do Grupo de Trabalho da região Norte, o GT Norte - Inovação e Criatividade na Educação Básica. Read more
Posted in: Notícias da Rede GTA
Rating: 0/6 (0 votes)
setembro 14, 20151 year ago

Seminário sobre a Bacia do Rio Negro põe em pauta um outro modelo de desenvolvimento

“O Brasil é o país mais rio abaixo do mundo”. A frase é do pesquisador norte-americano Michael Goulding e complementa um pensamento que não nos deixa numa situação muito confortável: se começarem a fazer hidrelétricas e mineração nos Andes, o Rio Negro - maior afluente da margem esquerda do Amazonas - será impactado, a poluição chegará por aqui. Dos dias 25 a 27 de agosto a Bacia do Rio Negro foi o foco de diversos debates promovidos pela sociedade civil e poder público no II Seminário Visões do Rio Negro organizado pela Rede Rio Negro. Não estive no seminário, mas recebi da assessoria de uma das ONGs participantes, a Wildlife Conservation Society (WCS), o áudio com algumas das palestras. Read more
Pages:1234567...7374