Username:

Password:

Fargot Password? / Help

História da Rede GTA

Uma rede de comunidades da floresta.

Em 1992, quando uma conferência mundial no Rio de Janeiro reconheceu que o futuro do planeta dependeria do meio ambiente, movimentos sociais ecoaram em todos os continentes que esse futuro ambiental também estava ligado com uma outra justiça social e cultural. Nesse contexto foi criado o Grupo de Trabalho Amazônico, rede que envolve mais de 600 entidades representa-tivas de agricultores, extrativistas, indígenas, quilombolas, quebra-deiras de coco babaçu, pescadores, ribeirinhos, entre outras.

Alcance da Rede

Criada para promover a participação das comunidades da floresta nas políticas de desenvolvimento sustentável. A Rede GTA é formada por 20 regionais em nove estados da Amazônia Legal. Com a ajuda de suas regionais, a rede vem gerando novas políticas e atitudes ao lado de seus parceiros e fóruns socioambientais. Por meio de projetos e mobilizações mostra que os maiores guardiões da biodiversidade estão nas florestas, e que a cooperação desses povos é essencial para encontrar o rumo da sustentabilidade.

A Amazônia Brasileira

Oitenta países possuem florestas tropicais. O Brasil detém 1/3 das florestas tropicais que sobram no mundo. A Bacia Amazônica representa 1/5 da água derramada no oceano por todos os rios do planeta, cobre 3,89 milhões Km² no território brasileiro e representa a maior biodiversidade do Planeta. Ela abriga cerca de 25% espécies vegetais e animais do mundo.

Populações da Amazônia

As populações tradicionais da Amazônia são as verdadeiras guardiãs da floresta. A sua presença é fundamental para conter o avanço da fronteira agropecuária e das ações predatórias do homem. Apoiar estas comunidades e projetos locais é a melhor estratégia de futuro para a região. Mais de 6,5 milhões de pessoas vivem em áreas rurais na Amazônia. A maioria das comunidades extrativistas e indígenas carecem de rede pública de saúde, remédios, saneamento básico, educação e de oportunidades de trabalho.

Notícias da Rede GTA

julho 20, 20127 years ago

Nota de Repúdio à RESOLUÇAO/CEMAAM/N° 011/2012 do Grupo de Trabalho Amazônico – GTA

Grupo de Trabalho Amazônico – GTA - Nota de Repúdio à RESOLUÇAO/CEMAAM/N° 011/2012, que "Estabelece procedimentos a serem observados no licenciamento ambiental para a atividade de lavra garimpeira de ouro no Estado do Amazonas”. Read more
julho 18, 20127 years ago

Porto da Cargill em Santarém é repudiado por movimentos sociais

A Associação das Mulheres Domésticas de Santarém (AMDS); a Comissão Pastoral da Terra (CPT); a Federação das Organizações Quilombolas de Santarém (FOQS); a Frente em Defesa da Amazônia (FDA); o Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Santarém (STTR); Comissão Diocesana de Justiça e Paz – Santarém e a União dos Estudantes de Ensino Superior de Santarém (UES), organizações sociais situadas no município de Santarém/PA, vêm repudiar os últimos acontecimentos relativos ao licenciamento da empresa multinacional Cargill Agrícola S.A, detentora de uma história de ilegalidades, fraudes e violações de direitos, além dos efeitos danosos, com a expansão do agronegócio nessa nova fronteira agrícola do oeste paraense.
Read more

julho 16, 20127 years ago

GTA reúne-se com dirigentes do Ministério da Comunicação em defesa das Rádios Comunitárias

O GTA ficou de apresentar as seguintes relações, contendo todas as informações: 1) Relação de todas as entidades interessadas em conseguir a outorga para a implantação de Rádios Comunitárias. A lista deve conter as entidades que protocolaram o pedido e as que ainda não formalizaram a solicitação junto ao MC. 2) Relação de todas as pessoas que foram indiciadas pela Polícia Federal/Anatel devido serem responsáveis por Rádios Comunitárias lacradas que não possuíam a outorga para funcionamento. 3) Relação dos equipamentos das rádios comunitárias fechadas pela Polícia Federal/Anatel. Read more
maio 29, 20127 years ago

Nota pública sobre o novo Código Florestal Brasileiro

O Comitê Brasil em Defesa das Florestas avalia que o veto parcial da presidenta Dilma foi insuficiente para o cumprimento de sua promessa Read more